Um Amor Sem Tempo, Carlos Machado

19 Outubro 2010

Editora: Presença
Páginas: 264
Categoria: Romance
excerto

"Após seis anos de ausência, Eduardo regressa à aldeia onde nasceu para vender a propriedade da família, votada ao abandono desde a morte do avô. «Ia ficar pouco tempo», pensava encostado a uma árvore do carvalhal que bordejava a aldeia. Mas, subitamente, uma sucessão seca de tiros fez reverberar o ar sólido do estio e acabou com a paz daquele dia. Os famosos pombos-correio de Severino Sarmento, o homem mais poderoso da terra, tinham sido traiçoeiramente abatidos. E é, então, que se dá o reencontro de Eduardo com o seu passado e com todos aqueles que o marcaram de forma indelével. Sobretudo Mariana, a bela filha de Severino e seu grande amor.
Carlos Machado, num romance apaixonante, conduz-nos através de uma trama que tem lugar nos tempos agitados do pós-25 de Abril e que nos coloca, sem moralismos, perante fraquezas e grandezas da natureza humana."

Este livro surpreendeu-me, não pela história em si, mas pela forma como o autor conseguiu aproveitar a riqueza da nossa língua para enriquecer a sua obra. Histórias de amores desencontrados, pais terríveis, encontros e desencontros, são relativamente comuns, mas tão bem escritas, são uma raridade.

A nossa língua é riquíssima e foi a habilidade com que o autor a usou que me prendeu ao livro e, consequentemente, à história de Eduardo e Mariana, que acaba por ser a história de uma pequena comunidade rural no pós-25 de Abril e dos elementos fulcrais dessa comunidade, no âmbito de toda a ambiência política da época.

Sem exagerar na dose de romantismo ou de factos históricos, o autor enquadra-nos bem na época e aproxima-nos daquela comunidade, como se dela fizéssemos parte e estivéssemos a assistir em primeira mão aos acontecimentos.

Gostava que a história da(s) Mariana(s) se tivesse prolongado por mais algumas páginas e que tivesse sido mais aprofundada, mas mesmo assim, trata-se de um belíssimo tributo à nossa língua e cultura, que me fez várias vezes lembrar alguns clássicos da nossa literatura. Um escritor a ter debaixo de olho, sem dúvida.

"O Fogo", Katherine Neville - divulgação

13 Outubro 2010

Chega dia 15

excerto

"Em 1988, O Oito, de Katherine Neville, revolucionou o panorama dos romances de intriga e redefiniu as normas universais do suspense. Vinte anos depois, O Fogo dá continuidade à história.

1822, Albânia: trinta anos após a Revolução Francesa, está iminente a guerra da independência grega. Ali Paxá, o mais poderoso governante do Império Otomano, encarrega a sua jovem filha Haidée de levar para fora do país uma peça crucial do tabuleiro de Xadrez de Montglane. Perseguida por inúmeros inimigos, Haidée viaja através de Marrocos, Roma e Grécia até ao centro do Jogo cujos segredos têm origem na cidade de Bagdade, mil anos antes.
2003, Colorado: Alexandra Solarin desloca-se ao refúgio ancestral da família, nas Montanhas Rochosas, para o aniversário da mãe. Há trinta anos, Cat Velis e Alexander Solarin, os seus pais, acreditavam ter espalhado as peças do Xadrez de Montglane por várias partes do mundo, enterrando-as e ocultando assim os segredos do poder que quem as possuísse deteria. Mas, ao chegar ao seu destino, Alexandra descobre que a mãe desapareceu e que uma série de pistas por ela estrategicamente deixadas só podem indicar que algo de muito sinistro foi posto em marcha. A peça mais importante do tabuleiro de xadrez de Carlos Magno reapareceu...

Misturando um estilo requintado com uma narrativa absorvente em que o suspense nunca pára, Katherine Neville consegue mais uma vez tecer uma cativante história de acção, intriga e mistério."

Passatempo "Um Amor Sem Tempo" - Resultado

10 Outubro 2010

Quero agradecer à Presença a possibilidade de realizar mais um passatempo, que desta vez teve 186 participações.

As respostas correctas às perguntas eram as seguintes:
1. Seis anos.
2. Severino Sarmento.
3. Mariana.

E a feliz contemplada que receberá nos próximos dias este livro na caixa de correio é:
131 - Sofia Oliveira - Valbom

Muitos parabéns à Sofia e obrigada a todos pela participação. Boas leituras!

Passatempo "Um Amor Sem Tempo", Carlos Machado

04 Outubro 2010

E cá estou de volta com mais uma colaboração com a Editorial Presença para a realização de um passatempo, no qual poderão ganhar um exemplar do novo livro de Carlos Machado, Um Amor Sem Tempo, a ser publicado já no próximo dia 6.
O passatempo decorrerá até dia 10 de Outubro, às 23h59 e será sorteado 1 exemplar entre todas os participantes que responderem correctamente às questões abaixo.
Para se candidatarem, basta enviarem a vossa morada e as respostas correctas para
bibliomigalhas@gmail.com.
Eis então as perguntinhas....

1. Quantos anos esteve Eduardo fora da aldeia onde nasceu?

2. Como se chamava o homem mais poderoso da terra?

3. Qual o nome do grande amor de Eduardo?

Boa sorte a todos!

Regras

- Só serão validadas as participações com todas as respostas correctas e com os dados pessoais solicitados acima (a morada será enviada à editora para o envio do prémio).
- Só é válida uma participação por pessoa e residência.
- Só serão validadas as participações que chegarem à caixa de e-mail
BiblioMigalhas até às 23h59 de 10 de Outubro.
- O vencedor será sorteado aleatoriamente pela administração do blogue.
- O vencedor será indicado no blogue e contactado por e-mail nos dias seguintes ao final do sorteio.
- O envio dos prémios será realizado pela editora, via CTT.
- O passatempo é válido apenas para residentes em Portugal Continental e Ilhas.

BiblioImagem XXXIV

03 Outubro 2010


O tempo voa quando lemos um bom livro,
levando-nos por caminhos inesperados...
Blog contents © BiblioMigalhas 2010. Blogger Theme by Nymphont.