A Melodia do Adeus - Nicholas Sparks

30 novembro 2009

Editora: Presença
Páginas: 368
Categoria: Romance

"Com apenas dezassete anos, Ronnie vê a sua vida virada do avesso quando o casamento dos pais chega ao fim e o pai se muda da cidade de Nova Iorque, onde vivem, para Wrightsville Beach, uma pequena cidade costeira na Carolina do Norte. Três anos não são suficientes para apaziguar o seu ressentimento, e quando passa um Verão na companhia do pai, Ronnie rejeita com rebeldia todas as tentativas de aproximação, ameaçando antecipar o seu regresso a Nova Iorque. Mas será em Wrightsville Beach que Ronnie irá descobrir a beleza do primeiro amor, quando conhece Will e se deixa tomar por uma paixão irrefreável e de efeitos devastadores. Nicholas Sparks é, como sabemos, um mestre da moderna trama amorosa, e, em A Melodia do Adeus, usa de extrema sensibilidade para abordar a força e a vulnerabilidade que envolvem o primeiro encontro com o amor e o seu imenso poder para ferir… e curar."

Tenho pena de não ter escrito a minha opinião assim que acabei de ler este livro, pois seria certamente um relato muito mais emocionado e vívido da experiência desta leitura.

Mesmo assim, espero conseguir deixar clara a qualidade deste livro e da história que relata... Uma história que nos leva dos sorrisos às lágrimas e ainda nos consegue mostrar que é possível arranjar motivos para sorrir por entre lágrimas.

Apesar de eu não ter tido hipótese de o ler assim (e acreditem que foi difícil resistir!), é um livro que puxa a uma leitura compulsiva e, ao virarmos a última página, apetece recomeçar, pela forma como a história e as personagens nos tocam.

Por alto e tentando não estragar a leitura a ninguém, trata-se de uma história de amor, sim, mas também de auto-descoberta e amadurecimento. Amor juvenil, amor de pais e filhos, amor pelo que nos rodeia e auto-descoberta e amadurecimento perante as dificuldades e uma realidade que muitas vezes é dura (sim, aí surgem as lágrimas).

Gostei das personagens, fartei-me de rir com o irmão da Ronnie, o cenário é quase palpável durante a leitura e, na minha modesta opinião, Nicholas Sparks superou-se neste livro. Pelo menos, a mim, reconquistou-me e, pela primeira vez, fez-me chorar...

Uma leitura excelente, para aqueles dias em que nos apetece ler algo que aqueça o coração e que apele à emoção em quase todas as suas vertentes. Este é daqueles que se guarda e onde apetece regressar... Um livro a ler e reler, enquanto se espera pelo filme (depois de terminar a leitura, fiquei mais convencida de que dará um excelente filme se as interpretações estiverem à altura).

7 comentários:

Jojo disse...

Ai com uma opinião destas fiquei louca para ler o livro. Ele até está na estante à minha espera.

Bjinhos*

Marta disse...

Ola

"Este blog é um chocolate para a alma" o selinho espera-te nas minhas chuvas.

Beijinho

Carla Martins disse...

Tô lendo tanto sobre esse livro que preciso compra-lo urgentemente! Senão a curiosidade vai me consumir!

beijinhos!

Lígia disse...

Jojo,
Acredita que é daqueles livros que se lê de rajada... Esperava uma história boa, mas não tão boa... conquistou-me ;)
Tira-o da estante em breve.
Beijinho

Marta,
Beijinho e obrigado, já lá vou ;)

Carla,
É, desta vez Nicholas Sparks superou-se, a história é muito boa mesmo e vale a pena :)

Beijinho a todas!

Jojo disse...

Olá Lígia!
Li-o e concordo com tudo aquilo que disseste na tua crítica. È uma estória linda! Nunca esquecerei a personagem do Steve, o pai da Ronnie e as conversas dele com os filhos.

Bjokinhas natalícias*

martiinha disse...

bem eu acabei o livro ontem e adorei ler aqui exatamente o que senti...
desde ha muito que adoro nicholas sparks e tenho lido todos... já tinha saudades duma história destas! Chorei tanto que já nem conseguia ler... a intensidade da história, das emoções, a maneira como nos faz ver o amor entre pais e filhos... comoveu me tanto... por mim falava deste livro horas a fio e só assim conseguiria partilhar todas as opiniões, todos os promonores!
aconselho toda a gente a le-lo, porque realmente é dos mlehores que li até hoje, envolveu-me tanto...
bem, é a primeira vez que passo por aqui, e não consegui resistir a tentação de deixar a minha opinião...

beijinho, marta

p.s sublinho a parte de que quando se acaba de ler apetece recomeçar pois eu sinto imensas saudades de toda a história... e tive essa mesma vontade ao terminá-lo!

Lígia disse...

Olá martiinha,
Muito bem-vinda! Fiquei muito contente com a tua visita e com o facto de teres partilhado a tua opinião :)
Este livro faz-nos sentir intensamente e por isso é tão especial. Não esperava gostar tanto e foi uma das grandes surpresas de 2009.
Beijinho e volta mais vezes ;)*

Enviar um comentário

Blog contents © BiblioMigalhas 2010. Blogger Theme by Nymphont.