Cruel Abandono, Penny Vincenzi

10 julho 2009

Editora: Porto Editora
Páginas: 640
Categoria: Romance

"Numa noite de 1986, uma bebé recém-nascida é encontrada abandonada no aeroporto de Heathrow. Goradas as investigações, a criança é entregue às autoridades e posteriormente adoptada.

Passados quinze anos, a bebé, Kate, é já uma bela adolescente, aspirante a modelo, que decide procurar a mãe biológica.Essa busca vai reunir três mulheres - Martha, Clio e Jocasta - que 16 anos antes se tinham conhecido, casualmente, durante uma viagem à Tailândia.


As três amigas têm agora vidas agitadas mas bem-sucedidas, cheias de preocupações profissionais e de relações amorosas nem sempre fáceis. Martha continua solteira e é uma advogada de sucesso; Clio é uma médica presa a um casamento falhado; Jocasta é uma jornalista apaixonada por um homem com pavor dos compromissos.


Kate irá concretizar o seu desejo de conhecer a mãe biológica, mas isso obrigará a que seja revelado um segredo que uma das mulheres guardara ciosamente ao longo de todos esses anos…"

Desde que saiu o primeiro livro desta autora, que andava curiosa e agora surgiu a oportunidade de experimentar a sua escrita e posso dizer que gostei.

A história está bem estruturada e tem os ingredientes perfeitos para nos manter presos às suas mais de 600 páginas, se bem que, para mim, seriam dispensáveis algumas divagações sobre política que surgem lá pelo meio do livro e não se perderia nada se este tivesse menos uma centena de páginas.

Apesar do que a sinopse parece indicar, percebe-se quase no início quem será a mãe de Kate e até se adivinha também quem será o pai, mas isso não retira o interesse ao resto da história e à evolução e reencontros (e desencontros) das personagens centrais.

O leque de personagens é bastante alargado, mas a autora consegue levar-nos sempre em frente, sem nos perdermos até ao final. Gostei bastante da última parte, em que a história se torna mais intensa, mas o finalzinho a sério... bem, achei mornito e estava à espera de mais qualquer coisita.

Não me quero alargar muito mais, para não estragar a leitura a ninguém, mas recomendo a leitura, mesmo sendo na diagonal nas partes mais específicas sobre política inglesa... o resto vale a pena! ;)

7 comentários:

Ana Maria disse...

Que blog lindo e cheio de informações! Adorei! Vai me ajudar a escolher os próximos livros.

flicka disse...

Este é um dos livros que quero comprar. Li o outro desta autora -"Escandalo" e gostei, mas já me disseram que este é definitivamente mais interessante... Se quiseres que te empreste o outro, diz-me. :)*

Migalhas disse...

Ana Maria,
Obrigada pela visita! Fico contente de ter gostado :)

Flicka,
Quis experimentar e gostei, mas confesso que agora quero dar prioridade a outros autores que me aguçam mais o apetite ;)
Mas não sei se te livrarás a daqui a uns meses te pedir o outro. Obrigada, minha querida :)*

marcia disse...

Eu gostei bastante de ler este livro, incluíndo a análie e a crítica a certos pormenores da vida política inglesa. Recomendo muito esta leitura.

Marta disse...

Ola

Humm... mais um para a lista de futuras aquisições/leituras.
Obrigada pela sugestão.

Boas leituras
Bj

Tinkerbell disse...

oi espirito da contradição :P! quero mt ler este livro tenho uma enorme curiosidade em relação à autora :D

Migalhas disse...

Márcia,
Pois, vi a tua opinião no teu blog e é extremamente positiva. Eu já tenho algumas reservas, mas como disse, achei a história e a escrita bastante boas :)

Marta,
Pois, a lista de desejos sempre a crescer, não é? Cá por casa é a mesma coisa... vou espreitar os vossos blogs e lá estou a aumentar a lista :)*

Tinkerbell,
:D
Olha que sou mesmo, é frequente as minhas opiniões irem contra a corrente geral :P
Pois, também ganhei coragem para as 600 e tal páginas do livro porque estava muito curiosa e foi uma boa descoberta :)*

Enviar um comentário

Blog contents © BiblioMigalhas 2010. Blogger Theme by Nymphont.