A Sombra do Que Fomos - Luis Sepúlveda

27 outubro 2009

Editora: Porto Editora
Páginas: 160
Categoria: Romance

"Num velho armazém de um bairro popular de Santiago do Chile, três sexagenários esperam impacientes pela chegada de um quarto homem. Cacho Salinas, Lolo Garmendia e Lucho Arencibia, antigos militantes de esquerda derrotados pelo golpe de estado de Pinochet e condenados ao exílio, voltam a reunir-se trinta e cinco anos depois, convocados por Pedro Nolasco, um antigo camarada sob cujas ordens vão executar uma arrojada acção revolucionária. Mas quando Nolasco se dirige para o local do encontro é vítima de um golpe cego do destino e morre atingido por um gira-discos que insolitamente é lançado por uma janela, na sequência de uma desavença conjugal.

Prémio Primavera de Romance 2009, A Sombra do que Fomos é um virtuoso exercício literário posto ao serviço de uma história carregada de memórias do exílio, de sonhos desfeitos e de ideais destruídos. Um romance escrito com o coração e o estômago, que comove o leitor, lhe arranca sorrisos e até gargalhadas, levando-o no fim a uma reflexão profunda sobre a vida."

Não tenho por hábito ler muito escritores sul-americanos e vinha a adiar experimentar ler Luis Sepúlveda (uma falha, eu sei, mas não há tempo para ler tudo o que desejaria...).

Na verdade, havia outros títulos do autor que me andavam debaixo de olho há imenso tempo, mas nunca se proporcionou a sua leitura. Entretanto, surgiu-me a oportunidade de pegar neste livrinho e não a desperdicei. Antes pelo contrário, aproveitei-a e bem, descobrindo uma escrita muito rica.

Em 160 páginas, o autor consegue criar uma história em que mistura o desencanto com laivos de humor, sem descurar a sua mestria narrativa e recorrendo a personagens sólidas, cujo passado vai lançando sombras sobre as vivências presentes.

De ressalvar, que para se desfrutar plenamente desta história, convém ter algum conhecimento prévio básico da História do Chile para se fazer o devido enquadramento.

Foi uma boa apresentação a este autor, um livro muito bem escrito, mas fico na dúvida se não deveria ter começado por outros títulos...

3 comentários:

Carla Martins disse...

Esse não li ainda. Vale a pena adicionar à minha lista?

beijinhos

Migalhas disse...

Carla,
Se já leste outros de Sepúlveda, sim, vale ;)
No meu caso, fiquei hesitante apenas por ter começado por aqui... Agora quero ler outros :)

Tinkerbell disse...

só li o da gaivota que ensinou o gato a voar (acho que o titulo é qualquer coisa assim lol)há mt tempo!!

Enviar um comentário

Blog contents © BiblioMigalhas 2010. Blogger Theme by Nymphont.