O Abraço da Noite, Sherrilyn Kenyon

26 junho 2010

Editora: Chá das Cinco
Páginas: 304
Categoria: Romance, Paranormal
excerto

"Querida leitora
A vida para mim é ótima. Tenho o meu café de Chicória, o meu beignet quente e o meu melhor amigo ao telemóvel. Depois de o sol se pôr, sou a pior coisa que percorre a noite: comando os elementos e não conheço o medo. Durante séculos, protegi os inocentes e tomei conta da humanidade, assegurando-me de que estão seguros a salvo num mundo em que nunca nada é certo. Tudo o que quero em troca é uma miúda gira num vestido vermelho, que não queira mais nada de mim para além de uma noite. Em vez disso, sou atropelado por um carro alegórico de Carnaval que me tenta transformar num animal morto à beira da estrada e conheço uma mulher que me quer salvar a vida mas não se consegue lembrar onde me pôs as calças. Vibrante e extravagante, Sunshine Runningwolf deveria ser a mulher perfeita para mim. Não quer nada mais do que esta noite, sem laços, sem compromissos a longo prazo. Mas, sempre que olho para ela, começo a desejar concretizar sonhos que enterrei séculos atrás. Com os seus modos pouco convencionais e a sua capacidade para me surpreender, Sunshine é a única pessoa de que preciso. Mas amá-la significaria a sua morte. Fui amaldiçoado e nunca poderei conhecer a paz ou a felicidade, não enquanto o meu inimigo espera na noite para nos destruir a ambos.
Talon dos Morrigantes"

Mais um livro de Sherrilyn Kenyon que cumpriu plenamente o seu objectivo, fazer-me abstrair de tudo o resto e divertir-me. Apesar de, ao 3º livro da saga, começar a sentir que a fórmula é sempre a mesma, mudando apenas as personagens centrais, a autora continua a conseguir descrever-nos personagens e situações e envolver-nos na história de forma bastante hábil e divertida. Ou seja, ao pegar num livro desta autora, já sei com o que contar: divertimento e entretenimento.

Agora estou curiosa em ler o seguinte, Dança com o Diabo, que me parece, poderá até exceder as minhas expectativas. Pelo que já se consegui vislumbrar da personagem central, Zarek, a história promete.

Uma pequena nota para o facto deste ter sido o primeiro livro que li traduzido segundo o novo acordo ortográfico. Pensava que ia estranhar imenso, mas fui agradavelmente surpreendida e mal notei as diferenças de grafia nalgumas palavras.

Sherrilyn Kenyon continua a ser uma autora que recomendo vivamente a quem aprecia o género paranormal da moda, com muitos seres sensuais e várias cenas quentinhas. No entanto, ao contrário de outras autoras do género que já experimentei (e cuja grande maioria não pretendo voltar a ler), ela consegue sustentar tudo isso com uma história consistente e uma escrita que envolve e entretém. Para mim, a melhor dentro do género e a única que pretendo ir lendo com alguma regularidade.

9 comentários:

André Antunes disse...

Desculpe dizer, mas não posso estar de acordo que siga o acordo desortográfico. Deveriasse fazer um abaixo assinado para não entrar em vigor o acordo!

Marta disse...

Olá e bom dia.
Com estas opiniões começo a pensar seriamente em ler algo da autora.
Beijinho e bom fim de semana

Lígia disse...

André,
Eu não sigo nem deixo de seguir e não manifestei a minha opinião pessoal em relação à adopção do novo acordo ortográfico... Apenas li um livro escrito de acordo com as novas regras e não estranhei tanto como pensei que iria estranhar. A única opinião que aqui manifesto é em relação ao livro em causa.
Obrigada pela visita

Marta,
Depois de começar com esta autora, dá sempre vontade de ler o seguinte... Eu não sou fã da nova onda de vampiros e afins, mas gosto e divirto-me com os livros da Sherrilyn Kenyon.
Beijinho e obrigada pela visita!

Jojo disse...

Olá Lígia!
Eu li o primeiro desta colecção e li o quarto e adorei-os!
Em breve, vou ler os outros!
Sabe tão bem ler Sherrilyn Kenyon!

Bjinhos*

Landslide disse...

Olá Lígia. Só por curiosidade, por acaso é mencionado o facto do livro ser traduzido segundo o novo acordo ortográfico na capa ou na contracapa? É que não sabia que já tinham começado a ser lançados livros assim traduzidos. Eu sei que não vou conseguir escapar ao novo acordo ortográfico para sempre, mas tenciono adiá-lo o mais possível...

Beijinhos

Lígia disse...

Olá, Jojo!
Eu ando a ler os da SdE por ordem, mas pelo meio li o Acheron, que é para aí o 15º e que foi editado pela Casa das Letras. Todos muito bons mesmo!
Beijinhos :)*

Lígia disse...

Olá, Landslide
Não te posso precisar onde, mas sim, tem a indicação de que foi traduzido segundo o novo acordo ortográfico.
Beijinhos e boas leituras :)

t i a g o disse...

Olá! Passa pelo novo blog que criei, Murakami PT, dedicado aos imensos leitores e fãs portugueses do autor japonês! Nele iremos colocar actualizadamente notícias em português, reflexões sobre palavras suas, iniciar debates sobre aspectos da sua escrita... uma casa para todos os leitores de Haruki Murakami - os que já o conhecem, e os que ainda não o descobriram! www.murakami-pt.blogspot.com

Lígia disse...

Tiago,
Fantástico! Parabéns pelo novo blogue e pela iniciativa!
:)

Enviar um comentário

Blog contents © BiblioMigalhas 2010. Blogger Theme by Nymphont.