As Profecias de Nostradamus, Mario Reading

10 Abril 2011

Editora: Livros d'Hoje
Páginas: 496

Categoria: Mistério, thriller


"Nostradamus escreveu milhares de profecias. Apenas 942 chegaram até nós. O que terá acontecido às restantes? E que segredos contêm para que seja necessário mantê-las desaparecidas? E porque é que Nostradamus, no seu testamento, deixou dois cofres secretos à sua filha mais velha? Este mistério conduziu dois homens com motivações diferentes, Adam Sabir, um escritor que tenta desesperadamente salvar a sua carreira em declínio, e Achor Bale, um membro de uma antiga sociedade secreta que no passado se dedicava a apoiar os "Três Anticristos" previstos por Nostradamus - Napoleão, Adolf Hitler, e «aquele que ainda há-de vir»... Os dois embarcam numa terrível aventura pelos antigos acampamentos ciganos de França até ao santuário de Monserrate em busca dos versos desaparecidos."

O tema Nostradamus e as suas profecias sempre me despertou interesse e este livro chamou-me a atenção precisamente pelo título. A associação das Profecias de Nostradamus a um thriller foi a motivação necessária para vir parar à minha estante.

Confesso que esperava um livro mais centrado nas profecias e na sua história, do que encontrei, mas mesmo assim este livro não desiludiu. Escrito num estilo quase cinematográfico, com capítulos curtos nos quais vão alternando as visões de várias personagens, a leitura é rápida e a história prende, não tanto pela intriga em si, mas mais pelas personagens, que oscilam entre o sombrio, o divertido, principalmente a relação de Sabir com os seus companheiros de demanda, e o marcante, como o chefe da Polícia.

No site do autor, vim a saber que se trata afinal de uma trilogia, cujo segundo livro foi editado em Agosto passado no Reino Unido (para quando por cá?). Havendo continuação, agora entendo porque me pareceu que faltava algo ao primeiro livro e que este se centrava mais na definição das personagens do que na intriga em si.

Mas, seja como for, é um bom trhiller, nada pesado e que se lê rapidamente, com personagens que me conseguiram cativar e divertir. (L)

2 comentários:

Anónimo disse...

Li o livro e também achei que faltava algo à medida que o ia lendo. No entanto, adorei lê-lo pois a história prendeu-me do inicio ao fim.

Anónimo disse...

É de notar que não viajam os dois até Monserrate...Mas que antes perseguem desesperadamente o paradeiro das quadras desaparecidas que foram escondidas.Estes após decifrarem os versos que as mesmas continham, conseguem perceber que tais, não passavam de despistes que, por vezes os conduziam em erro e os levariam a pensar que estariam num sítio e não em outro.A história é emocionante.

Enviar um comentário

Blog contents © BiblioMigalhas 2010. Blogger Theme by Nymphont.