A Villa, Nora Roberts

28 setembro 2009

Editora: Chá das Cinco
Páginas: 416
Categoria: Romance

"Sophia é a herdeira do negócio de vinhos da próspera família Giambelli. Sob ordens da sua avó, ela tem de aprender todas as etapas da produção de vinho. O seu tutor, Tyler MacMillan, é um jovem atraente com uma grande paixão pelas vinhas, mas apenas desprezo pelo mundo de negócios. À partida, esta promete ser uma parceria difícil, mas quando a reputação dos vinhos Giambelli começa a ser misteriosamente atacada, a difícil relação transforma-se num inesperado romance. Infelizmente alguém ambiciona destruir mais do que o negócio de vinhos. Mas só quando o pai de Sophia é morto e os membros da família se tornam suspeitos, é que a verdadeira dimensão da ameaça é revelada. Será que a própria família Giambelli está em risco? E o que pode um frágil amor perante tamanha teia de manipulação?"

E num fim-de-semana fora de casa, eis que me vi "obrigada" a voltar a Nora Roberts. Confesso que andava um bocadinho desiludida com esta autora, pois os últimos livros dela que tinha lido tinham-me sabido a pouco.
Entretanto, este tinha tido críticas boas e atravessou-se no meu caminho o fim-de-semana passado.

Sem grandes expectativas, atirei-me então às páginas desta história e acabei agradavelmente surpreendida. Finalmente, um livro equilibrado, com um leque variado de personagens, alguns romances, algum suspense e uma pequena surpresa final!

Tudo isto aliado a um tema e cenários diferentes, entre as vinhas da Califórnia, as vinhas de Itália e a grande cidade, eis que me deparei com uma boa surpresa.

Gostei desta (quase) saga familiar e das histórias das várias personagens. E não foi preciso uma trilogia para contar tudo o que era preciso. Neste livro há romance, há crime, há investigação, há drama, tudo muito bem enquadrado no universo da vitivinicultura.

Outro ponto a favor: desta vez não achei o final tão apressado como noutros livros da autora. Sim, que eu costumo embirrar com os finais de Nora Roberts, que depois de tantas páginas de drama, me parecem sempre apressados: zás trás pás e nas últimas páginas, de repente, fica tudo bem.

Resumindo, mesmo não sendo uma obra-prima, foi, sem dúvida, dos melhores de Nora Roberts que já li. Uma leitura leve, interessante e bastante agradável.

8 comentários:

flicka disse...

Pois... há livros melhores que outros! adorei a triologia da irlanda (mas não cheguei a ler o terceiro volume por causa da repetição, já me bastou os dois, mas é uma trilogia deliciosa, ainda me lembro do cheiro, da musica, dos personagens, já passaram há que uns anos que li esta trilogia!), "O pantano da meia-noite" e "A Lua em Sangue", são definitivamente os melhores da Nora que li até agora. Agora este, estou com um pé atrás, mas lendo a tua opinião e também as das outras, já estou com uma vontade de o comprar! Felizmente que só se trata de um romance e não uma trilogia! :)

marcia disse...

Também gostei deste! :)

Homem do Leme disse...

Olá, tens um mimo no meu blogue.

Marta disse...

Ola

Neste momento estou a ler este livrinho. Ainda no inicio, mas estou a gostar bastante. E agora depois de ler a tua opinião a vontade de o devorar aumento.

Beijinho e boas leituras

bauny disse...

Este também quero ler!! Bjs e Boas Leituras!

Migalhas disse...

Flicka,
A da Irlanda ainda está na estante por ler... Agora quero ver se ganho coragem para ler o último da trilogia das Três Irmãs ;) Também gostei bastante de "O Pântano da Meia Noite".
Mesmo com o pé atrás, talvez gostasses deste. Eu achei-o diferente e mais completo.
Beijinho e boas leituras :)

Márcia,
Eu sei que sim, foste uma das culpadas de eu decidir dar-lhe uma hipótese ;)

Homem do Leme,
Obrigada pelo carinho! Já lá vou espreitar :)

Marta,
Ena, ena, quase sincronizámos as leituras :) Tenho a certeza que vais gostar.

Bauny,
E fazes tu muito bem... Este valeu a pena ler e as 4oo e tal páginas devoram-se num instantinho ;)

Beijinhos a todas

Carla Martins disse...

Não tenho costume de ler Nora Roberts, mas tenho impressão de que muitas de suas obras são somente "agradáveis".

Migalhas disse...

Carla,
tens toda a razão ;)
Muito do que li é simplesmente agradável, sim. São bons livros para intercalar com leituras mais pesadas ou para corações muito românticos.

Enviar um comentário

Blog contents © BiblioMigalhas 2010. Blogger Theme by Nymphont.