Um Voz na Noite, Sandra Brown

03 janeiro 2011

Editora: Quinta EssênciaPáginas: 450
Categoria: Romance, Policial, Thriller

"A história apaixonante de uma mulher assombrada pelo passado e presa num pesadelo que ameaça destruir o seu futuro. Uma narrativa brilhante, rápida, cheia de tensão sexual, por uma das autoras mais populares da América. Para Paris Gibson, o seu popular programa de rádio nocturno é ao mesmo tempo uma fuga e o seu contacto real com o mundo exterior.
Desde que se mudou para Austin para mitigar a dor dos passados erros trágicos, Paris leva uma vida solitária, ganhando vida apenas quando apresenta o seu programa. Para os ouvintes fiéis, é uma amiga sensata e de confiança, que não só acede aos seus pedidos de música, como ouve também os seus problemas e, ocasionalmente, dá conselhos. O mundo de isolamento de Paris é, porém, gravemente ameaçado quando um ouvinte - um homem que se identifica apenas como «Valentino» - lhe diz que os conselhos que deu à mulher que ele ama a levaram a abandoná-lo e que agora ele próprio pretende vingar-se. Primeiro, planeia matar a rapariga, que já raptou, dali a 72 horas, e a seguir virá atrás de Paris.
Com a ajuda da polícia de Austin, Paris entra numa corrida contra o tempo, num esforço para encontrar Valentino antes de ele poder cumprir a ameaça de matar - e de matar de novo. Para seu espanto, descobre que uma das pessoas com quem tem de trabalhar é o psicólogo criminal Dean Malloy, um homem com quem partilha um passado que teve um efeito catastrófico na vida de ambos. A sua presença desperta paixões antigas, obrigando Paris a confrontar as memórias dolorosas que tentava esquecer.
Enquanto o relógio continua a avançar, e as ameaças de Valentino de se aproximar se vão tornando realidade, Paris vê-se de repente obrigada a lidar com um assassino que, afinal, pode não ser um desconhecido."

Regra geral, após ler um livro que me encha totalmente as medidas, o seguinte sabe-me sempre a muito pouco. Este livro teve dupla desvantagem nesse aspecto: li-o após "A Papisa Joana" e após o anterior da mesma autora, "Calafrio", que tinha adorado. Ao contrário dos anteriores, este não me conseguiu prender, marcar ou sequer surpreender.

Não que não tenha sido uma boa leitura, mas confesso que tinha expectativas demasiado elevadas e, apesar de se revelar uma leitura agradável, não foi tão surpreendente ou envolvente como "Calafrio". Neste "Uma Voz Na Noite", o cerne pareceu-me estar sempre mais no romance do que no suspense ou no mistério, o que retirou algum ritmo à história, comparativamente ao livro anterior da autora.

Talvez tivesse apreciado mais esta história se não a tivesse lido nesta altura, logo a seguir a dois livros que me marcaram muito positivamente. Ainda assim, não deixo de recomendar a quem aprecia romance com uma pitada de policial e mistério, mesmo sem a intensidade e ritmo de "Calafrio".
Blog contents © BiblioMigalhas 2010. Blogger Theme by Nymphont.